Deftones Celebram 20 Anos de “White Pony” Com Reedição Acompanhada de Remixes e listening party

Deftones Celebram 20 Anos de “White Pony” Com Reedição Acompanhada de Remixes e listening party

Redacção

Os Deftones anunciaram em conferência de imprensa que vão reeditar “White Pony”, o seu icónico terceiro álbum acompanhado de um novo disco de remixes, intitulado “Black Stallion”.

No passado dia 17 de Junho de 2020, os Deftones realizaram uma conferência de imprensa virtual, aberta a vários meios de comunicação. O motivo era o 20º aniversário do icónico álbum “White Pony”. Foi revelado que o álbum irá ter uma edição especial que irá incluir um segundo disco repleto de remisturas inéditas, com o título “Black Stallion”.

Chino Moreno afirmou: «Vamos lançar uma reedição do álbum no final do ano, que se vai dividir em duas partes: o alinhamento original e uma colecção de remisturas intitulada “Black Stallion”. Neste momento, temos várias pessoas diferentes envolvidas, algumas das quais inspiraram o processo de escrita do álbum original. É mais ou menos o completar de um ciclo». Frank Delgado acrescentou que os planos são bastante antigos: «Antes do álbum ser lançado falámos do quão bom seria e depois pulávamos para essa ideia de fazer um disco de remisturas, que teria o DJ Shadow como convidado e se chamaria “Black Stallion”. Chegámos a falar uma vez com ele».

Na altura, o projecto não foi concretizado, mas agora DJ Shadow assinou contrato para ser um dos artistas que vão trabalhar nas remixes. A banda ainda não revelou mais detalhes sobre outros colaboradores ou uma data de edição, mas aguardam-se mais novidades em breve. Estes são dias em que é bom ser fã dos Deftones, afinal no início da semana, Delgado afirmou que o novo álbum da banda está pronto e deverá ser editado em Setembro de 2020.

Na madrugada de dia 22 de Junho haverá ainda um listening party do álbum “White Pony” às 2h  no canal de Youtube da banda.


Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.