Flak: “Nada Escrito” é o novo álbum.

Flak: “Nada Escrito” é o novo álbum.

Nuno Ribeiro

Com uma longa carreira em bandas como os Rádio Macau e mais recentemente em Micro Audio Waves, Flak regressa agora aos trabalhos a solo, com o novo disco “Nada Escrito”, que sai a 22 de Junho.

O guitarrista e compositor apresenta em formato “essencialmente” acústico, as canções em português, que tem vindo a escrever nos últimos anos, e que foram gravadas em Setembro de 2014, para constarem neste novo registo.

«Sinto estas canções mais próximas da folk, talvez com algumas pinceladas psicadélicas», revela Flak. “Nada Escrito” traz-nos onze temas produzidos pelo próprio músico, que lhes empresta as suas guitarras e a sua voz, e conta com as participações de Ricardo Frutuoso nas guitarras (que co-produziu o álbum e é também o autor das ilustrações da capa do CD), Nuno Espírito Santo no baixo, Filipe Valentim (Rádio Macau) nos teclados e João Freitas na bateria. As letras são, na sua grande maioria, assinadas pelo cúmplice de longa data, Pedro Malaquias. Mas também encontra-se temas com textos de Camões, Cesário Verde e Vítor Lindegaard (Vitinha).

Flak, de 53 anos, já não editava a solo desde 1988, quando saiu o seu primeiro registo homónimo.

O músico apresenta o seu novo trabalho, ao vivo, no dia 12 de Junho, pelas 22h30, no Sabotage, e será acompanhado pelos músicos que partciparam na gravação de “Nada Escrito”.

flak nada escrito

Alinhamento de “Nada Escrito”:
1. Qualquer Coisa
2. Um Céu de Diamante
3. Nada Escrito
4. Os Meus Fantasmas
5. Os Abutres
6. O Sono em Que Adormeces
7. Coisa Nenhuma
8. Num Tão Alto Lugar
9. Vi Escrito a Fogo
10. A Garça
11. A Última Vontade

Foto de Rita Carmo

EGITANA