Quantcast
Gibson Move Processo à Mojo Hand FX

Gibson Move Processo à Mojo Hand FX

Nero

A Gibson acredita que o recente pedal phase shifter da Mojo Hand FX, usa abusivamente a sua marca registada no clássico Maestro e que é seu dever «proteger os consumidores da confusão que poderia potencialmente ocorrer ao permitir a venda continuada do pedal de guitarra não autorizado Mister-O».

Foi já este ano, no final de Março, que a Mojo Hand FX lançou o Mister-O Phase Shifter, um pedal para verdadeiros apreciadores dos timbres dos anos 1970 provenientes do PS-1. Sobre essa, desde o início, conceituada stompbox podem ler toda a informação no artigo que lhe dedicámos.

Todavia, a verdadeira história aqui é que a Gibson tornou a uma, das já feitas famosas por esta nova direcção, disputa legal. Desta vez, o problema parece ser o lettering do Mister-O que, segundo a marca gigante, é demasiado “colado” ao que usa no seu clássico phase shifter, o Maestro. Vale a pena reforçar que o Mister-O é, de facto e de acordo com a própria Mojo Hand, inspirado no Maestro.

Foi a Mojo Hand FX que partilhou uma carta de cessação e desistência que recebeu da Gibson, que afirma que o recente Mister-O pedal infringe a marca Gibson Maestro, incluindo a fonte em itálico, registada nos arquivos em 2012. A carta, publicada no Instagram da Mojo Hand FX, afirma que a marca Mister-O da Mojo Hand é «substancialmente semelhante à marca Maestro da Gibson».

Afirma também que o uso da marca «capitaliza de forma abusiva a boa vontade e a reputação personificada na marca Maestro da Gibson» e que «o público acreditará, e provavelmente já acreditou erroneamente, que o uso da marca Maestro pela Mojo é autorizado, patrocinado por ou de alguma forma afiliado à Gibson».

A carta afirma então que é «imperativo para a Gibson não só proteger os seus consumidores da confusão que poderia potencialmente ocorrer ao permitir a venda continuada do pedal de guitarra não autorizado Mister-O, mas também proteger o legado e o enorme investimento na qualidade encarnada na marca Gibson Maestro».

A Mojo Hand Effects legenda a imagem, em resposta irónica à carta: «Gostaríamos de pedir desculpa a qualquer um dos nossos clientes que, por engano, sentiram que estavam a comprar um produto Gibson quando compraram um phase shifter Mister-O. Não estamos de forma alguma associados à Gibson USA, nem nunca estaremos. Nem um único fio do circuito original do phaser Maestro de há 50 anos foi copiado, apenas usámos os nossos ouvidos e as capacidades de programação do Dave para criar o nosso pedal como uma homenagem ao phaser original, feito por boas pessoas no tempo em que as coisas eram mais simples e a Gibson original que todos conhecíamos e adorávamos continuava a construir guitarras mesmo ao fundo da nossa rua em Kalamazoo».

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Mojo Hand Fx (@mojohandfx)

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA