Jack Name (White Fence) vem a Portugal

Jack Name (White Fence) vem a Portugal

Redacção

Jack Name é uma figura incontornável do underground musical mais pujante de Los Angeles da última década e pouco. Vais poder ouvi-lo em Portugal, onde tem duas datas agendadas.

Culto, exótico e misterioso, descrito por Tim Presley (dos White Fence nos quais Jack militou) como um “génio teimoso”, o compositor, intérprete e produtor colaborou ao longo dos anos com pares ilustres como Ariel Pink, Nora Keyes, Cass McCombs, Don Bolles (dos Germs) e muitos outros.

No início deste ano saiu o novo álbum de estúdio “Weird Moons”, na Castle Face de John Dwyer (Thee Oh Sees), que o sentenciou na mucha como “eminentemente agradável ao ouvido mas intrinsicamente estranho para um disco pop, é como nada que se possa ter ouvido saído nos dias de hoje”. De facto há uma inteligibilidade vivída no âmago da sua música, coisa que fascina e perdura, e seduz a voltar a fruir, mesmo que a lírica que compõe o produto seja matéria do além, ao serviço das narrativas heteronímicas que Jack entretém no curso dos seus álbuns. Regressa então a Lisboa numa formação constituída por um baterista e o próprio a tratar de toda a restante instrumentação – guitarra, baixo e sintetizadores – para um recital desta música urbana não regimentada mas totalmente afinada com o nosso tempo.

A primeira parte terá a presença dos Iguanas, unidade manetrónica de Leonardo Bindilatti e Lourenço Crespo, provavelmente a equação de ritmos & blues mais desprendida, potente e vital em cima de um palco hoje em dia em Lisboa. A sua estética abstracta confere-lhes um senso de estilo único e irredutível, com uma atitude “não passa nada” completamente no limão.

No dia 10 de Junho ás 22h, Jack Name e Iguanas actuam nos Maus Hábitos e no dia seguinte rumam até à casa Casa Independente. No Porto o bilhete custa 4€ e em Lisboa 6€.

EGITANA