SPA confirma morte de José da Ponte

SPA confirma morte de José da Ponte

Tiago Varzim

A Sociedade Portuguesa de Autores avançou à Arte Sonora a morte de José da Ponte, músico e compositor português, de 60 anos, que participou diversas vezes no Festival da Canção, na Eurovisão e em projectos com Lena D’Àgua, Jorge Palma ou António Variações.

Por motivos de saúde, José da Ponte deixou de integrar o quadro de pessoal da SPA no início de Janeiro, tal como foi comunicado. Hoje, dia 29 de Janeiro, a Sociedade Portuguesa de Autores confirmou à Arte Sonora a morte do músico português.

Zé da Ponte, como lhe tratavam os amigos, acumulava já uma carreira de mais de quatro décadas, onde se incluem três participações no Festival Eurovisão da Canção em 1986, 1991 e 2005. Foi autor, respectivamente, de “Não Sejas Mau Para Mim”, da Dora, “Lusitana Paixão”, de Dulce Pontes, e “Saber Amar” dos 2B, a dupla de Rui Drummond e Luciana Abreu. A ligação à RTP fez-se também no programa Operação Triunfo como jurado e produtor.

Na sua carreira há ainda participações em discos importantes como o “Bairro do Amor” de Jorge Palma, agora revisitado, e “Anjos da Guarda” do sempre recordado António Variações. Colaborou ainda com outros nomes da música portuguesa como Lena D’Água, Dora e Dulce Pontes. Em 1982 fundou os estúdios Namouche com Guilherme Inês.

O baixista, compositor e produtor Zé da Ponte nasceu a 7 de Fevereiro de 1954. Tinha 60 anos. Hoje, a música portuguesa ficou mais pobre.

EGITANA