Novo Documentário e Álbum de Hendrix: Live In Maui 1970

Novo Documentário e Álbum de Hendrix: Live In Maui 1970

Nero
Jimi Hendrix FB

A Experience Hendrix L.L.C. e a Legacy Recordings anunciaram o novo documentário “Music, Money, Madness . . . Jimi Hendrix In Maui”, filme que estará acompanhado do álbum ao vivo “Live In Maui”. Obrigatório!

O documentário irá contar a história da célebre visita da Jimi Hendrix Experience a Maui, Havai, em 1970 e do infame filme “Rainbow Bridge”. Na época, Hendrix estava a trabalhar no sucessor de “Electric Ladyland” com os seus colegas Mitch Mitchell e Billy Cox, além de estar a construir os Electric Lady Studios, em Greenwich Village, na cidade de Nova Iorque.

Essa aventura imobiliária estava a revelar-se extremamente dispendiosa. Então o controverso manager da Experience, Michael Jeffery, procurou obter um avanço de quinhentos mil dólares da Warner Bros. para financiar o resto das obras. Nessas reuniões, Jeffery convenceu também a editora a financiar o filme “Rainbow Bridge”, em troca dos direitos para a banda-sonora que Hendrix lhe iria escrever.

O argumento do filme centrava-se na ideia de uma ponte arco-íris entre um mundo embrutecido e um mundo espiritualmente iluminado, maas em vez da sua visão original que incluiria pessoas no dia-a-dia, envolvidas em várias actividades, do surf e do yoga à meditação e ao Tai-Chi, as filmagens foram minguando até se tornarem numa desorganizada montagem de cenas do modo de vida hippie. Com Jeffery a ver o seu investimento em risco, insistiu desesperadamente em incluir Hendrix no filme.

Pois bem, a Experience tinha concerto marcado no dia 01 de Agosto de 1970, na H.I.C. Arena, em Honolulu. Chuck Wein, o realizador de “Rainbow Bridge”, juntou-se-lhes com o plano de filmar «uma vibrante experiência de cor/som» no sopé do adormecido vulcão Haleakala. Algumas centenas de residentes de Maui reuniram-se para assistir a uma explosiva actuação e, pouco depois, Hendrix regressou à Big Apple para continuar as obras dos Electric Lady Studios, antes de morrer tragicamente no dia 18 de Setembro de 1970, em Londres.

Então, Jeffery preparou “Rainbow Bridge” e a respectiva banda-sonora para suceder ao aclamado álbum póstumo “The Cry Of Love”. O filme acabou por ser um enorme flop comercial, pois as pessoas pensavam que se tratava de um filme-concerto, apesar de apenas 17 minutos, bastante editados, com imagens de Hendrix em concerto terem sido usados na versão final do filme.

50 anos depois, o concerto verá a luz do dia de forma triunfal. O documentário será editado em Blu-ray, na sua forma completa e irá incluir como bónus todas as imagens captadas em filme de 16mm colorido dos dois concertos dessa tarde vulcânica, com o som misturado em 5.1 surround. Além disso, o concerto “Live In Maui” será editado em duplo CD e triplo vinil, com o som totalmente restaurado pelo lendário Eddie Kramer e masterização de Bernie Grundman.

Documentário e disco chegam dia 20 de Novembro de 2020 e estão disponíveis para pre-order aqui. No player abaixo, pode ver e ouvir “Voodoo Child (Slight Return)” restaurada.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.