Rush redescoberto

Rush redescoberto

Nero

No dia 01 de Março, o primeiro álbum dos Rush, o LP homónimo, celebrou 40 anos. Para assinalar a data, “Rush” vai ser reeditado no próximo dia 29 de Abril, com o título “Rush Rediscovered”.

O álbum de estreia dos canadianos já foi alvo de duas remasterizações. A primeira, em 1997, faz parte da colecção “The Rush Remasters”, que fez o mesmo a todos os discos da banda até ao álbum “Permanent Waves”, o sétimo álbum. A segunda foi feita por Andy VanDette e faz parte da colecção “Sector”, box sets de coleccionador, que reeditou todos os álbuns da banda na editora Mercury.

rush-rediscoveredDesta vez, as master sessions de “Rush” foram levadas para os Abbey Road, onde o engenheiro Sean McGee trabalhou na remasterização que irá ser prensada em vinil de 200g, através do processo Direct Metal Mastering – o sistema de maior qualidade disponível actualmente para vinil. É imperioso recordar que Sean McGee é o responsável pelas últimas remasterizações na discografia dos Beatles. Como bónus, a reedição irá contar com uma reprodução do poster promocional, criado para as lojas da altura, que teve uma tiragem de apenas 500 exemplares, e fotos de Geddy Lee, Alex Lifeson e do baterista… John Rutsey. Neil Peart surgiu apenas em Julho desse ano, quando a banda marcou uma digressão pelos Estados Unidos e a vida pessoal de Rutsey não foi conjugável com essa mesma digressão.

De resto, a acompanhar esta edição virá também uma árvore genealógica dos Rush. Nesse documento podemos verificar a história da formação da banda, desde as suas remotas origens em 1965, quando os canadianos eram putos de liceu.

EGITANA