Tool, expectativas insuportáveis

Tool, expectativas insuportáveis

Nero

Com o final da mini-digressão norte-americana (que contou com Wovenhand como banda de suporte), os Tool regressaram ao trabalho de composição com vista ao seu próximo álbum. É no próprio site oficial da banda que surge a informação.

A mais recente publicação no website dos Tool refere que a tour terá mesmo servido como impulsão para os novos temas, referindo que os 4 elementos passaram vários momentos juntos em soundchecks, etc, certamente a rever novos temas e arranjos. Esta notícia reforça as informações que haviam surgido, também no site oficial, em Outubro e que a Arte Sonora deu conta.

Já foi sugerido que 2014 pode ser, finalmente, o ano do sucessor de “10,000 Days” (2006). No entanto, é bom relembrar as declarações de Maynard no final do ano passado: «Não escrevo a música. Eles [banda] escrevem a música. Espero que me tragam isso. Eles tendem a avançar e retroceder as coisas. É um processo longo. Para uma pessoa como eu, esse pode ser um processo entediante. De certa forma eles são grandes perfeccionistas, mas apenas podes apoiar esse talento até um certo ponto. Não precisam de rever as coisas 700 vezes, podem confiar naquela primeira ideia, mas é o seu processo e há que deixá-los fazê-lo».

"10,000 Days", 2006. O último álbum dos Tool foi, porventura, o menos aclamado pela crítica. Será esse o motivo de tanto perfeccionismo no sucessor?

“10,000 Days”, 2006. O último álbum dos Tool foi, porventura, o menos aclamado pela crítica. Será esse o motivo de tanto perfeccionismo no sucessor?

Uma coisa parece certa, os rumores sobre o disco são cada vez mais recorrentes e fidedignos – recordamos que, o mês passado, o guitarrista Adam Jones partilhou no seu twitter que o disco estava gravado e prestes a sair, ainda que tenha depois afirmado que esse comentário se tratava de uma brincadeira.

"Lateralus", 2001. Os leitores da Arte Sonora votaram o terceiro álbum dos Tool como o melhor álbum da primeira década do milénio.

“Lateralus”, 2001. Os leitores da Arte Sonora votaram o terceiro álbum dos Tool como o melhor álbum da primeira década do milénio.