60º Aniversário Stratocaster em Portugal

60º Aniversário Stratocaster em Portugal

Nero

Foi no final de Setembro que a Fender celebrou, em Portugal, os 60 anos da lendária Stratocaster. Os Black Mamba apresentaram “Dirty Little Brother” e a Fender apresentou a Strat Deluxe Plus.

As lojas Ludimusic (Leiria), Music Factory (Alfragide), Lismusica (Lisboa) e Salão Mozart (Braga), acolheram fãs da guitarra mitológica, construída por Leo Fender, George Fullerton e Freddie Tavares em 1954. Em cada uma das festas houve um bolo alusivo ao aniversário da guitarra, entrega de brindes e… cerveja grátis! Além disso, a Fender Ibérica deu, ao público que marcou presença nos eventos, a possibilidade de se habilitar ao sorteio de uma edição comemorativa dos 60º Aniversário da Stratocaster, bicho limitado a cerca de 300 modelos. O sorteio terá lugar no próximo dia 15 de Novembro. A AS marcou presença na festa realizada na Music Factory, embora o sorteio fosse vedado à imprensa… malvadez!

A Fender deu, ao público que marcou presença nos eventos, a possibilidade de se habilitar ao sorteio de uma edição comemorativa dos 60º Aniversário da Stratocaster, bicho limitado a cerca de 300 modelos. O sorteio terá lugar no próximo dia 15 de Novembro.

Em destaque nas festas estiveram os The Black Mamba e a nova e inovadora Stratocaster Deluxe Plus. A banda liderada pelo guitarrista/vocalista Pedro Tatanka tocou em cada uma das datas, apresentando o seu novo álbum, “Dirty Little Brother”. Na versão reduzida, em power trio, a banda parece mais crua (leia-se isto no melhor dos sentidos) que nos álbuns. Sem rede no trapézio, é possível sentir mais visceralidade nos momentos lead na guitarra de Tatanka e também nas dinâmicas vocais, isto sempre colado por uma parede rítmica construída com o swing de Miguel Casais, na bateria, e o groove virtuoso de Ciro Cruz, no baixo. Mais que um palco como o Alive, os The Black Mamba parecem-nos uma banda para brilhar mais num circuito de salas pequenas e com a sua sonoridade reduzida ao seu núcleo, um blues/soul musculado. A disponibilidade do trio para receber os guitarristas que se propunham a jam session foi uma das notas altas do evento. Afinal é nesse acto que reside a alma do blues. Apraz-nos dizer que, entre os guitarristas que “subiram” a palco, houve alma, destreza e, acima de tudo, coragem!  “Aw… right”.

Agora, é possíver ter o som de um modelo dos anos 60 sem necessitarem de instalar novos pickups.

A Strat Deluxe Plus foi a ferramenta usada por quem se juntou aos The Black Mamba a tocar. Este novo modelo, apresentado no NAMM 2014 e do qual a AS fala no artigo dos 60 anos Fender, no número #34, é uma Stratocaster americana e com as características mais comuns destes modelos. O que a distingue é o facto de ser mais que uma Strat, de poder ser várias Strats. A guitarra possui uma unidade digital feita híbrida com os pickups. Nessa unidade podem inserir-se cartões que alteram a configuração e mesmo o tipo de pickups. Ou seja, é possíver ter o som de um modelo dos anos 60 sem necessitarem de instalar novos pickups, trabalhar todo o wiring ou rewiring, etc. Abrem a cápsula, inserem o cartão que possui a configuração de pickups que pretendem e… rock n’ roll!

A Strat Deluxe Plus estará brevemente à prova na Arte Sonora. Kudos à Fender pelo esforço em integrar um mercado pequeno como o nosso no circuito de festas de aniversário da Strat.

FENDER