Os 10 melhores vídeos de animação

Os 10 melhores vídeos de animação

Nero

Há quem prefira ou opte pelo uberused formato da banda a tocar, mas há aqueles vídeos cujo trabalho se torna ubercool!

Há ainda quem prefira ter moças cheias de saúde em trajes de envergonhar qualquer avó ou algum desenvolvimento cinematográfico, mas na verdade os vídeos de animação normalmente tornam-se uma outra peça de arte além da própria música. E permitem uma enormidade de opções estéticas, desde logo stop motion, 2D, 3D, colagem, sombras, marionetas – desde o mais tradicional ao mais vanguardista.

É certo que raramente um vídeo de animação tem o efeito atingido pelo vídeo de “Beautiful Liar” em que Shakira e Beyonce se pavoneiam em frente da câmara, mas neste nosso TOP10 também não irão necessitar de colocar o áudio em mute! Ainda assim, é possível que em breve se publique uma segunda lista a este respeito…

TOOL – PRISON SEX [UNDERTOW] Nenhuma banda se compara aos Tool, quer musicalmente, quer no sentido desta publicação. Na verdade, praticamente, qualquer um dos vídeos da banda poderia estar citado nesta lista ou haver uma lista exclusiva para eles.

 

ILL BILL – WAR IS MY DESTINY [THE HOUR OF REPRISAL] O rapper oriundo de Brooklyn contou no seu segundo álbum com uma série de convidados que acrescentaram brutalidade aos seus beats. Em “War Is My Destiny” podemos ouvir versos do rapper Immortal Technique e no refrão nada menos que Max Cavalera a evocar Sepultura. O vídeo é uma curta-metragem que encaixa perfeitamente com o tema.

 

LITTLE DRAGON – TWICE [LITTLE DRAGON] A abertura fantasmagórica do álbum de estreia dos suecos Little Dragon tornou-se mesmo na banda-sonora para o piloto da curta-metragem “Dreams From the Woods”. A simplicidade nunca deixará de ser um veículo de beleza, como prova esta obra de sombras e marionetas.

 

GOTYE – BRONTE [MAKING MIRRORS] A criatividade e talento dos animadores dota o tema e a história visual duma carga infantil e ternurenta que se torna irresistível. Por algum motivo ficamos a pensar no dia em que Bill Waterson fizer Calvin tornar-se adulto e abandonar Hobbes.

 

FLEET FOXES – THE SHRINE / AN ARGUMENT [HELPLESSNESS BLUES] Outra banda cujos vídeos vão muito além da exposição mediática e procuram acrescentar dimensão conceptual à música. Escolhemos este pela extensão e variedade de técnicas usadas, mas vale a pena assistir a qualquer um num bom ecrã HD.

 

PAUL MCCARTNEY – WE ALL STAND TOGETHER [ALL THE BEST] Um dos mais importantes compositores da música moderna em 1984 criou uma fantasia sonora para servir de banda sonora ao filme infantil “Rupert and the Frog Song”. O antigo Beatle incluiu o single num dos seus Best Of. O filme nunca passou na televisão portuguesa, mas felizmente o vídeo passou várias vezes para deleite de tantos que eram petizes nos anos 80.

 

ROGER GLOVER – LOVE IS ALL [THE BUTTERFLY BALL AND GRASSHOPPER’S FEAST] Imaginado como um trabalho a solo para Jon Lord, acabou por ser Roger Glover a gravar o álbum conceptual com uma série de convidados. No final fraterno do conto ouvimos Ronnie James Dio a fazer-nos acreditar que o amor é tudo! Nos anos 70 era assim, os infantes eram educados por rockers. Não vale a pena falar em Teletubbies…

 

PETER GABRIEL – SLEDGEHAMMER [SO] Até hoje este é o vídeo mais rodado de sempre na MTV, da mesma forma que é um dos mais premiados vídeos de sempre. Uma miríade de técnicas como stop motion, claymotion [plasticina] ou pixilation [filmagem recortada por frame]. É um dos vídeos mais importantes da história, tal como o single é o maior sucesso comercial de Peter Gabriel.

 

INCUBUS – DIG [LIGHT GRENADES] Quando decidiram lançar “Dig” como single, os Incubus propuseram aos seus fãs um concurso em que podiam ser eles a criar o vídeo. O PORTUGUÊS CARLOS OLIVEIRA foi o vencedor com uma animação profunda, com algo naïve, que ilustra na perfeição a letra do tema. A banda depois editou o vídeo com imagens dos músicos por cima da animação, mas felizmente mantém o vídeo original nos seus canais oficiais.

 

DAFT PUNK – DISCOVERY O terceiro álbum do duo francês tornou-se na sua totalidade a banda sonora para um extravagante sci-fi anime, com o título “Interstella 5555: The 5tory of the 5ecret 5tar 5ystem”. Todos vimos e ouvimos o vídeo single “One More Time” vezes sem conta, mas vale a pena ouvir mais uma vez todo o álbum acompanhado do filme.