B-Bender

B-Bender

Nero

O estranho mecanismo criado pelos The Byrds e acolhido por Jimmy Page nos Led Zeppelin.

O sistema B-Bender surgiu no final dos anos 60. Originalmente chamado Parsons/White Pull-String, seguindo os criadores Gene Parsons e Clarence White, dos The Byrds, mudou ainda de nome para StringBender e acabou por ficar mais conhecido no nome actual. Parsons e White experimentaram aplicar o sistema em várias cordas, até se decidirem pela corda B (a 2ª corda da guitarra).

tele clarence white

A Telecaster de Clarence White, com o protótipo original do B-Bender.

O mecanismo tem algumas semelhanças com as agulhas de mudança de carris, não fosse Gene Parsons, além de baterista, maquinista. Ao forçar o braço da guitarra, o movimento acciona o sistema de mola e faz a corda subir um tom inteiro. Até ao final da década, White e Parsons haviam licenciado o StringBender para o guru Leo Fender e para a FMIC. A Fender tentou simplificar o design para potenciar a produção em massa e chegou mesmo a existir um ou outro protótipo, mas a produção nunca avançou e os inventores acabaram por licenciar o mecanismo a Dave Evans. Só no final dos anos 80, quando Parsons se juntou a Meridian Green para que este criasse uma rede de produção de kits de instalação do mecanismo, além do projecto folk Parsons Green, este último abordou a Fender e a Custom Shop acabou por criar cerca de 200 modelos Telecaster de assinatura de Clarence White, com o mecanismo Parsons/White StringBender. Os modelos foram um sucesso e a Fender pediu a Parsons e a Green para reverem o design, o que foi feito. Em 1996 a Fender começou a produzir a Nashville B-Bender Telecaster.

Em 1975, depois de comprar a guitarra, Jimmy Page pediu a Gene Parsons que lhe instalasse o mecanismo na sua Tele '53.

Em 1975, depois de comprar a guitarra, Jimmy Page pediu a Gene Parsons que lhe instalasse o mecanismo na sua Tele ’53.

Clarence White já não fazia parte da fusão com a Fender porque, em 1973, morrera quando um condutor embriagado foi direito à carrinha em que White estava a carregar o material após um concerto. Richard Bowden, antigo guitarrista de Linda Ronstadt, juntou-se nessa altura a uma organização em favor do guitarrista dos Byrds e pegou no StringBender. Mas Bowden tocava em Gibson e então criou o mecanismo num pedal. A Gibson passou a ideia para a Epiphone, mas falhas na construção acabaram por ditar o fim do projecto. Actualmente, Bowden constrói o seu mecanismo e aplica-o a vários modelos de guitarra. Podem. Inclusivamente, fazer uma encomenda e pedir a instalação do Bowden B Bender no site oficial.

Jimmy Page, num programa televisivo, em 1985, explicava muito bem como funcionava (podem ver em baixo). O guitarrista dos Led Zeppelin pediu a Parsons para lhe instalar o mecanismo, por volta de 1975, numa Telecaster de 1953, que o guitarrista comprara a Rob Lawrence. Esta guitarra, que fez a digressão norte-americana de 1977 a tocar “Hot Dog” e “Ten Years Gone”, além do B-Bender foi aquela que acolheu os restos mortais da “Dragon” Telecaster, tendo herdado o seu braço em 1979 e a tempo dos concertos em Knebworth.