Os Primeiros Modelos Multiscale da Solar Guitars

Os Primeiros Modelos Multiscale da Solar Guitars

Nero

A Solar Guitars estreou as suas primeiras guitarras multi-escala, através de uma versão de seis e outra de sete cordas. Humbuckers passivos em modelos simples, uma combinação eficaz para quem quer abraçar o djent e o low-end.

Em franca expansão enquanto marca, a Solar Guitars do guitarrista sueco Ola Englund (The Haunted, Six Feet Under, Feared) torna a estrear uma nova tipologia de guitarras eléctricas. Depois de ter começado a produzir os seus primeiros baixos e os primeiros modelos de formato Tele, a Solar Guitars apresentou as suas primeiras guitarras multi-escala, através de modelos de seis e sete cordas tipo Super Strat.

A A1.6DBOP-FF e a A1.7DBOP-FF chegam no acabamento Dark Brown Open Pore, dentro da já habitual estética Solar, e com a cabeça invertida que parece ter sido inspirada por um catálogo de armamento medieval. Ambos os modelos têm corpos swamp ash, no formato Solar Guitars’ Type A ‘S-type’, com cutaways bem pronunciados e escavados junto ao braço para abrir caminho ao acesso aos trastes superiores. Os braços de três peças são esculpidos num perfil “Thin C” e encimados por uma escala de ébano, com a Solar a usar a multi-escala tão do agrado da malta do djent e outras tribos de guitarras metalo-progressivas, devido à sua entoação melhorada, particularmente ao usar afinações tão baixas.

Olhando cada uma das guitarras individualmente, o modelo de seis cordas possui uma escala de 24.75” para 26” scale. Isto é, a corda E (Mi) mais aguda possui uma escala com extensão tipo Les Paul, aumentando progressivamente para o Mi mais grave. No modelo de sete cordas passamos das 25.5” tradicionais da Fender para as 27” na corda mais grave, cuja afinação standard será o B (Si).

De resto, ambos os modelos possuem pontes Hipshot, anguladas para acomodar o design multi-escala e os afinadores genéricos da Solar. Na electrónica, as guitarras estão equipadas com um par de humbuckers passivos Solar FF, controlados por switch de cinco-posições e pelos controlos de volume e tone.

Há ainda marcadores laterais Luminlay, pestana em grafite e trastes em aço inox. Cada uma das guitarras já está disponível no mercado. Mais detalhes na Solar Guitars.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA