7

Promise & The Monster

Feed The Fire

Bella Union, 2016-01-22

EM LOOP
  • Feed The Fire
  • Jullingvallen
  • Hammering The Nails
Hugo Tomé

Descobrir qualquer tipo de prazer ou gratidão no lado mais negro dos sentimentos, assuma-se, não é tarefa fácil. E então conseguir fazê-lo com a capacidade e a perspicácia com que Billie Lindahl o faz no mais recente disco dos Promise & The Monster, diga-se, não só é difícil como, muito sinceramente, não é para qualquer um.

Calmo, frio e sombrio. “Feed The Fire” não é genial, nem tão pouco excelente, mas faz por ser diferente.

“Feed The Fire” oferece em toda a sua origem e fundamento uma abordagem franca, frontal e letal sobre sensações opostas de criação e destruição, totalmente lideradas e orientadas pela versatilidade instrumental e a beldade vocal de Billie Lindahl. Curioso, misterioso e inquietante. “Feed The Fire” dá continuidade à interpretação e exposição criativa meio Sharon Van Etten, meio Beach House, que os Promise & The Monster vêem praticando e desenvolvendo desde a sua formação.

E uma vez mais, Billie Lindahl cresce. Desta vez com o selo da Bella Union.