Gastão Reis, dos Zarco, faleceu na sequência da explosão e desabamento de um prédio em Lisboa

Gastão Reis, dos Zarco, faleceu na sequência da explosão e desabamento de um prédio em Lisboa

Redacção
Inês Barrau

A imprensa nacional está avançar que Gastão Reis, baixista dos Zarco, é a vítima mortal encontrada nos escombros do prédio que ruiu em Lisboa devido a uma brutal explosão.

No passado Domingo, uma forte explosão causada por uma fuga de gás originou um violento incêndio que acabou por provocar o desabamento de um prédio em Lisboa, daí resultando inúmeros escombros, danos e vítimas. Para além dos 5 feridos, um deles em estado grave, foi encontrado sem vida nos escombros, o corpo do jovem músico Gastão Reis (24 anos), por volta das 02h45 da madrugada de segunda-feira.

Gastão Reis era baixista dos Zarco, banda que pertencia ao colectivo Cuca Monga, e que no passado dia 17 de Dezembro tinha estado no concerto da editora no âmbito do SBSR.fm em Sintonia. [ver galeria em baixo]

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Cuca Monga (@cucamongadiscos)

Os Zarco são um conjunto lisboeta formado por cinco amigos que estudaram juntos na Faculdade de Letras. Após a estreia em 2017 com o EP “Zarcotráfico”, editaram em 2019 o seu primeiro longa-duração, “Spazutempo”, com o selo Cuca Monga. “Vitamina Z”, single de apresentação do disco, foi lançado numa parceria com a Duque Brewpub que deu origem a uma cerveja do mesmo nome. O disco foi gravado entre Mogofores e a Calçada de Sant’Ana, em Lisboa, com produção de José Moz Carrapa e Diogo “Horse” Rodrigues. Em “Spazutempo”, etimológico ao espaço-tempo, os Zarco almejaram traduzir o conjunto de coincidências e momentos que a vida vai coleccionando ou o lugar para onde vão parar as coisas que nela se perdem…


EGITANA