Produtor Danger Mouse junta-se aos Red Hot Chili Peppers

Tiago Varzim

Brian Burton, o ‘super produtor’ mais conhecido por Danger Mouse, juntou-se à mítica banda no estúdio e está a desafiar o quarteto a “descobrir diferentes formas de fazer música nova“, revelou o baixista Flea no Twitter, num tweet agora eliminado.

O processo de construção do novo álbum dos Red Hot Chili Peppers, o sucessor de “I’m With You” de 2010, tem vindo a ser público aos poucos. Numa entrevista recente à Rolling Stone, o baterista Chad Smith revelou que “o novo álbum está a ficar com boa forma“. Smith explicou que a banda começou por um processo mais livre, de apelo à criatividade, com todos os membros da banda, numa sala, a tocarem algo em conjunto ao mesmo tempo sem compromisso: “escrevemos uma série de canções dessa forma e agora vamos tentar outro método que nos vai desafiar e trazer excitantes resultados para a banda“, afirmou Chad Smith.

Ao que tudo indica foi Danger Mouse que trouxe este novo método para o processo criativo dos Red Hot Chili Peppers: “temos escrito e gravado de uma forma que nunca tínhamos feito anteriormente“, completou o baterista. “Nós temos uma grande esperança em que estamos a fazer algo completamente diferente e único para os Red Hot Chili Peppers“, disse, por fim, Smith. Este novo álbum, ainda sem título, deverá chegar ainda este ano e marca o primeiro lançamento não produzido por Rick Rubin, desde o álbum Mother’s Milk de 1989.

Danger Mouse

Quem é Danger Mouse?

É norte-americano, na realidade chama-se Brian Burton e já produziu para vários músicos internacionais. Com CeeLo Green formou uma dupla que culminou em dois álbuns de estúdio sob o nome artístico Gnars Barkley. Em 2005, Danger Mouse produziu o segundo álbum dos Gorillaz, “Demon Days”. Mais recentemente, trabalhou com The Black Keys nos últimos três trabalhos discográficos: “Brothers” (2010), “El Camino” (2011) e “Turn Blue” (2014). “Songs of Innocence”, dos U2, e “Evil Friends” (Portugal. the Man) também têm o cunho do apelidado ‘super produtor’. Apesar de já ter sido nomeado cinco vezes para Produtor do Ano, nos Grammy’s, Brian Burton só venceu o prémio em 2011.

EGITANA