AS10 Instagrams de Luthiers

AS10 Instagrams de Luthiers

Nero

De Los Angeles a Montreal, passando pela Figueira da Foz. Eis os construtores de guitarras que seguimos obsessivamente no Instagram.

O boom das redes sociais pode ter ajudado a criar um miasma insuportável no quotidiano mas, usando um lugar comum, aproximou realidades e permite-nos o contacto com muita informação que, de outra forma, estaria bastante distante do nosso radar cognitivo. Na música, em particular, e no universo do equipamento, permitiu que várias pequenas marcas e pequenos construtores ganhassem outra exposição. Esse trabalho de qualidade, forçou inclusivamente as grandes marcas a repensar as suas estratégias e a elevar ou pelo menos procurar diferenciar os seus produtos.

Longe ainda de poder testar tantos destes instrumentos, deixamo-nos todavia deslumbrar pelo trabalho que tantos luthiers partilham nas redes sociais, especificamente no Instagram. Eis 10 dos nossos perfis de luthiers de guitarras favoritos no Instagram.

•CHARLOTTE• Unique and toneful.

A post shared by SEVEN Guitar Co (@sevenguitarco) on

Seven Guitars. A pequena empresa de Indiana, é uma parceria entre os conjuges Roger e Gia, com alguma ajuda externa em part-time. Nas suas próprias palavras, o seu objectivo é construir as melhores guitarras possíveis, mantendo uma longa tradição familiar de elevados padrões de qualidade. Inspiradas em modelos Fender, os componentes são cuidadosamente seleccionados e os pickups todos bobinados à mão.

Lincoln Guitars. Directamente de uma das grandes capitais mundiais da música, Austin, Texas, Derek Asuan-O’Brien tem vindo a construir guitarras na última década. O luthier divide também o seu trabalho com reparações a instrumentos de cordas. Actualmente, a sua linha de produção está centrada em modelos semi-hollow, inspirados em estética vintage japonesa e com o bracing ao estilo dos anos 50.

Volt Guitars. As guitarras são construídas pelo luthier Sander de Gier e pelo designer Ewout Nijman. A inspiração são modelos clássicos, especificamente a Gibson Firebird, com retoques de design, como tão bem ilustra o modelo nuclear da pequena empresa, a Reverse. A atenção ao detalhe e o controlo de qualidade são elevadíssimos, ainda que possa parecer apenas o reboot de uma Firebird, e super sexy.

McSwain Guitars. Empresa de Los Angeles, fundada há duas décadas com o propósito de construir guitarras apenas para uso privado, até que receberam a sua primeira encomenda, de um tal de Steve Vai. As guitarras inspiram-se nos grandes construtores Gibson, Fender e PRS, mas com detalhes de circuito diferentes e muita extravagância no design.

Dr. K’s Fine Guitars. O luthier canadiano produz entre 4 e 5 modelos por ano, todos em venda no Reverb.com – as guitarras possuem um visual desafiante . Com os modelos Les Paul como inspiração (ou objecto de reverência) o luthier de Montreal desenvolveu uma assinatura única e bem punk.

But not as happy as this picture from our friend and customer Roger. #thekaueroflove

A post shared by Kauer Guitars (@kauerguitars) on

Kauer Guitars. Os modelos Banshee e Starliner são, quiçá, os mais famosos da marca. Com várias configurações de electrónica nos modelos em produção, as Kauer Guitars destacam-se pelo poder sonoro e por um visual cuidado, mesmo nos modelos mais “colados” a designs clássicos. A reputação da marca está em clara ascensão, mas os “barbudos” que as fazem são uns porreiraços, como tivemos oportunidade de confirmar na NAMM’2017.

Titan Guitars. A companhia “gémea” da Kauer, onde são construídos modelos mais acessíveis economicamente. A filosofia da Titan é despir as guitarras de tudo o que é acessório, focando-se nos pickups e no hardware. São bombas sonoras.

Adam Sikes. O luthier transforma, virtualmente, qualquer coisa em cordofones.

#whatsonmybench

A post shared by Daro Guitars (@daroguitars) on

Daro Guitars. Em entrevista, Adriano Sérgio deu-nos a dica sobre um «puto que faz coisas que, com a idade dele, apenas sonhava fazer». Vamos querer testar uma!

James Trussart Guitars. Ok, é o nome famoso dos que reunimos. Mas não resistimos a visitar recorrentemente as verdadeiras obras de arte criadas pelo luthier, desde a década de 1980, em Los Angeles. Com os corpos e os tampos cuidadosamente esculpidos, as guitarras Trussart são o melhor de dois mundos a fundir conceitos clássicos de design com técnicas inovadoras.