AS#50 já disponível em digital!

AS#50 já disponível em digital!

Nero

A Arte Sonora chega, nesta edição, ao número 50. Entrevistamos o arrojado Júlio Resende, lembramos os 50 anos de My Generation, a marcante estreia de The Who, e revemos 2015 em gear!

Há uma sensação de meio. 50 é a metade da percentagem, implicando o equilíbrio e igualdade, mas também tensão: o 50-50. Em anos é meio século. Nesse tempo mudam muitas coisas. Talvez por isso, diz-se que se está a meio da vida. Porque, ainda que poucos seres humanos vivam até aos 100 anos, aos 50 ou antes ainda se é novo para morrer! Há 50 anos atrás, a primeira geração adolescente pós-guerra estava a fazer explodir o rock n’ roll. Hoje, com tragédias como a do Bataclan, sentimo-nos no limiar da escala de um novo conflito e ficamos com a sensação de poder vir a ser a última geração a ter vivido a música em plena liberdade…

VÊ AQUI UM PREVIEW DA EDIÇÃO DE DEZEMBRO DA REVISTA DIGITAL ARTE SONORA.

Há 50 anos atrás, em Dezembro de 1965, o Keith Richards ia morrendo electrocutado, num concerto dos Stones; os Beatles tocaram pela última vez em Liverpool, a sua cidade natal; os Byrds editavam o segundo álbum, “Turn! Turn! Turn!”, com o super clássico com o mesmo nome; os The Who editavam o seu primeiro álbum, “My Generation”, que marcou uma era musical e lançou sementes de inovação. 50 anos depois, Júlio Resende lança o segundo álbum em que ousa quebrar paradigmas, dogmas até, usando o piano como protagonista do Fado.

Numa edição pejada de sugestões tipo Bucket List que, sem dúvida, “escasseiam” sempre nesta altura… O gear musical mais entusiasmante, o mais “em conta” ou até imprescindível. Da mesma forma, usando do 50-50, testamos um modelo de elite como a Yamaha SLG200N e uma rafeira, agora em desuso, como a Epiphone Iommi G-400. Super entusiasmantes são as novas unidades da Boutique Series da Roland, os três engenheiros que as desenvolveram explicam, em entrevista, as suas ideias, os maiores obstáculos de produção e as características mais interessantes dos três sintetizadores.

CAPA-FINAL_640

Nuno Calado e Carlos Garcia assinam as crónicas habituais e, depois de uma série de artigos da autoria de Fernando Matias, dos Pentagon Audio Manufacturers, a Blim Records vai celebrar o seu 10º aniversário também na Arte Sonora. Miguel Ferrador vai evocar a filosofia DIY e a figura do Bedroom Producer.

Até daqui a mais 50 números!

Podes adquirir cada edição da Arte Sonora por apenas 1€ na nossa loja. Clica aqui!

FENDER