Quinto Andar: Tó Trips

Quinto Andar: Tó Trips

Nero

“Guitarra Makaka: Danças A Um Deus Desconhecido” é o mais recente resultado da singularidade de um anti-shredder que criou uma das mais interessantes linguagens de guitarra da actualidade.

Dissemo-lo da última vez que o vimos ao vivo: Trips revela-se, não como um amante da guitarra eléctrica, mas como alguém que a usa, que abusa dela. A guitarra, nas mãos de Trips, é uma prostituta endurecida por uma vida na “fronteira”. Há um estranho sentido melódico cada vez mais maturado. E, acima de tudo, há uma exalação de autenticidade e de uma “musividência” tão ampla quanto rara.

“Guitarra Makaka: Danças A Um Deus Desconhecido” é o mais recente resultado dessa singularidade à qual é acrescido o som de uma Resonator. A Republic de cone Classic Biscuit. O modelo é a Resolian Style 800. Estas hollow-body surgiram em 2009. São construídas em Austin, Texas. O corpo é em latão e o braço em mogno ou rosewood, com escala em rosewood de 25.5”. O cone “Continental” é em alumínio repuxado artesanalmente. Pode não parecer, mas o truss rod é ajustável.

Trips passou na nossa redacção para ficar na capa da edição de Maio. Para poderes ver a conversa de Tó Trips, em vídeo, com a Arte Sonora, compra a revista por 1€ ou assina um número de edições à tua escolha. De guitarra nas mãos, deu-nos duas interpretações exclusivas, ao vivo, de dois dos temas do álbum, “Pedra Lume” e “Baía Das Negras”. Para ouvires Trips a deslumbrar com a Resonator, carrega “play”!

Nota: Recomendamos o uso de headphones ou de um sistema de colunas, com o mínimo de decência, para uma melhor experiência auditiva. Áudio por Paulo Basílio / TDA Studios.