Hilbish Design & Red Fang Recriam Poderoso Circuito Sunn em Pedal

Hilbish Design & Red Fang Recriam Poderoso Circuito Sunn em Pedal

Nero

A Hilbish Design colaborou com os Red Fang para criar o Night Destroyer, pedal pré-amp baseado no icónico Sunn Beta Lead.

O Sunn Beta Lead – modelo original do final da década de 70 – é um dos amps mais desejados no mundo do sludge, stoner e doom, os géneros mais pesados da música pesada. Os Melvins popularizaram o amp e por isso até Kurt Cobain, que era um fanático da banda de King Buzzo, usou um desses modelos na era “Bleach” dos Nirvana. Os Red Fang também não abdicam destes amps no seu backline, aliás, disso deu nota a AS na última passagem da banda por Lisboa.

Vai daí, a banda juntou-se à Hilbish Design para criar estes pedais de edição limitada, inspirados no Beta Lead.

O Night Destroyer possui dois canais independentes. Cada um tem potenciómetros de gain e level, além de EQ de três bandas. O master volume é partilhado por ambos os canais. Os únicos controlos que não viajaram do Sunn Beta Lead para o pedal foram os de reverb. Os footswitches aumentam a versatilidade. Nos amps há a limitação de ter que usar um dos canais ou ambos somados, no pedal pode alternar-se entre esses modos de operação.

O Night Destroyer apresenta ainda uma vasta gama de soluções I/O. A saída Line pode ser usada para acoplar esta unidade directamente a um power amp, a saída balanceada TRS pode enviar os sinais directamente para uma mesa. Além disso, cada um dos canais possui a sua própria saída de sinal que, segundo sugestão da Hilbish, se trabalharem com um stack, permite enviar os graves para uma coluna e os agudos para outra.

O Night Destroyer, que custa $365 (dólares), é limitado a 150 unidades e começa a ser expedido a meio de Outubro. O seu chasis evoca a capa do álbum de estreia homónimo dos Red Fang, artwork de Aaron Draplin.

Mais info na hilbishdesign.com

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.