Scott Holiday, O Riffmaster dos Rival Sons

Scott Holiday, O Riffmaster dos Rival Sons

Rodrigo Baptista

Em antevisão do concerto dos Rival Sons em Lisboa, fazemos um levantamento das guitarras que Scott Holiday tem usado nos últimos anos, tanto em estúdio como ao vivo.

Adepto fervoroso de modelos Firebird, Scott Holiday apresenta na sua posse uma colecção de guitarras capaz de fazer inveja às colecções de Joe Bonamassa ou Steve Vai. Para quem vai assistir a um concerto de Rival Sons e aprecia gear como nós, é impossível ficar indiferente ao desfilar de guitarras que Holiday nos proporciona ao longo do espectáculo. Vamos rever, olhando às características principais, alguns dos modelos que o guitarrista tem usado ao longo dos anos e que esperamos ver no palco do LAV.

As suas mais notáveis guitarras são os modelos Gibson (um bem vintage e um contemporâneo), o modelo custom Meloduende e os modelos de uma nas nossas marcas boutique preferidas, a espectacular Kauer Guitars. Podem ver outras das contas de luthiers que seguidos mais obsessivamente no Instagram, aqui.

Eis as guitarras de Scott Holiday.

Scott Holiday, no Rock In Rio Lisboa, em 2016, com a 1965 Firebird VII Reissue. (Foto: John Batista/Arte Sonora)

1999 Gibson 1965 Firebird VII Reissue | Esta é talvez a guitarra mais famosa de Scott Holiday, uma Gibson Firebird VII 1999 Custom Shop, inspirada nas Firebirds de 1965 e com um acabamento em Pelham Blue. Os pickups são os Tom Short mini humbuckers custom. A configuração dos PUs permite três tipos de combinações: bridge + middle, os três combinados e o middle +neck. A guitarra está ainda equipada com um tremolo Maestro que, segundo Holiday, são bastante bonitos, mas não são muito fiáveis.

Gibson 1965 Non-Reverse Firebird | Mais um modelo Firebird, desta vez num formato menos comum. Este modelo Non-Reverse surgiu por volta de 1965, numa altura em que a Gibson procurava voltar a produzir uma guitarra com um formato mais tradicional. O que resultou neste, digamos, paradoxo… No modelo de Scott Holiday a guitarra apresenta um acabamento Sunburst. Originalmente equipada com dois pickups P-90, o guitarrista decidiu trocá-los pelos Tom Short mini- humbuckers, exactamente como apresenta na 99 Firebird VII.

Também no Rock In Rion Lisboa, em 2016, com a “Excalibur”. Atrás de si, a parede de Orange PPCs para os cabeços Orange Custom 50 e OR15.

Kauer Banshee “Excalibur” | Este é um dos modelos que Scott Holiday desenhou em parceria com as Kauer Guitars. Segundo o guitarristas, esta guitarra surgiu a partir da ideia de cruzar uma Gretsch White “Penguin” com uma Gibson Firebird. Equipada com três pickups TV Jones Filtertron e com um tremolo Bigsby, esta guitarra foi bastante usada nas gravações do quarto álbum dos Rival Sons, “Great Western Valkyrie”.

Kauer Banshee “Ike” | Esta guitarra tem uma história curiosa. Numa determinada tour de Rival SonsScott Holiday necessitou de levar um modelo extra, para servir de backup à “Excalibur”. Contactou então a Kauer Guitars, para que lhe emprestassem outra guitarra, mas a fábrica não tinha nenhuma disponível. A Kauer Guitars fez então o impensável. e construiu um instrumento de raiz em apenas 6 dias, para Holiday poder levar em digressão. De resto, este modelo é totalmente baseado na “Excalibur”. As únicas diferenças são a existência de apenas dois pickups e o acabamento em Cadillac Green.

Meloduende Custom B-Bones | Em parceria com a marca francesa, Scott Holiday desenvolveu esta guitarra inspirada na Gretsch G6199 “Billy-Bo” Jupiter. Construída em alumínio e com um braço em Indian Rosewood, a guitarra vem equipada com os pickups TV Jones tão queridos a Holiday.

No player em baixo podes assistir a um vídeo no qual Scott Holiday fala um pouco do seu rig e onde estão inseridas estas e outras guitarras. Vale a pena dar uma espreitadela.