7

Bush

Man On The Run

Sony Music, 2014-10-21

EM LOOP

    Just Like My Other Sins

    The Gift

    This House Is On Fire

Hugo Tomé

Vale a pena recordar que o tempo não pára. Não estagna, não abranda, muito menos aguarda por algo ou alguém. E a seu bom e belo momento os Bush foram o que muito provavelmente se pode considerar o último real suspiro do grunge.

Passando por cima de idas e voltas com mais ou menos duas dezenas de anos, desde a formidável estreia de “Sixteen Stone”, foram-se as descobertas e invenções, ficaram os costumes. Hábitos e rotinas que penetram e invadem todo um estilo e concepção que convictamente hoje afirmamos fazerem parte do ADN.

Os momentos de maior entusiasmo permitem perdoar algumas fórmulas repetidas

“Man On The Run” tem os mesmos genes onde os Bush sempre reproduziram simples e eficazmente velhas oscilações de ritmo e andamentos acompanhados por melodias directas e bons refrões. E se para entusiasmo e proveito traz umas quantas memórias e alegrias como “Just Like My Other Sins”, “The Gift” e “This House Is On Fire”. Outras tantas repetidas maneiras e canseiras como “Bronken In Paradise”, “Dangerous Love” e “Eye Of The Storm” até se perdoam.

Por vezes, não é preciso mais.