David Gilmour Aberto a Regresso dos Pink Floyd

David Gilmour Aberto a Regresso dos Pink Floyd

Nero

«Nunca digas nunca», referiu o guitarrista sobre o retorno dos Pink Floyd. Gilmour fala ainda dos seus planos para um novo álbum a solo.

Recentemente, de forma a promover o leilão de mais de 120 guitarras da sua colecção, David Gilmour arrancou com uma série de podcasts. No mais recente  (no player no fundo do artigo), Gilmour abordou os seus planos para um novo álbum a solo e ainda, talvez o que toda a gente queira saber cada vez que ele fala, um eventual regresso dos Pink Floyd.

Gilmour não admitiu abertamente um regresso, mas não fechou qualquer porta: «Neste momento não temos quaisquer planos… Mas, no futuro, quem sabe? Nunca digas nunca».

Depois da morte de Richard Wright, teclista e membro fundador da banda, Gilmour e o baterista Nick Mason, pegaram nos outtakes das sessões de “Division Bell” para criar um álbum de homenagem ao antigo companheiro. “The Endless River”, editado em 2014, foi o último disco de estúdio dos Pink Floyd.

Gilmour continua a referir que ele e Mason são os Pink Floyd, não fazendo qualquer menção a Roger Waters, e que ambos se encontram «numa espécie de hiato alargado».

No que respeita a um novo álbum a solo, o músico diz que escreve pequenas ideias de forma regular e que, ainda que não tenha trabalhado muito nisso recentemente, espera em breve poder concentrar-se no seu próximo projecto.

«Vou entrar em estúdio, ouvir centenas de pequenas ideias que tenho em demos e desenvolvê-las, ver onde podem chegar e se me despertam o apetite para gravar um álbum propriamente dito», refere Gilmour, acrescentando que todo o processo de gravar um álbum e suportá-lo em digressão é algo que lhe ocupa cerca de quatro anos.

Daqui pode especular-se que, avançando para estúdio, efectivamente, após este assunto do leilão, escrever, gravar preparar a digressão e tudo isso, um sucessor de “Rattle That Lock”, de 2015, não chegará antes de 2023 ou 2024. E se só depois quebrar, eventualmente o referido hiato com Nick Mason, então um álbum de Pink Floyd… Nunca digas nunca!