Joanna Connor, Sobe ao Trono do Blues com “4801 South Indiana Avenue”

Joanna Connor, Sobe ao Trono do Blues com “4801 South Indiana Avenue”

Redacção
Allison Morgan

A virtuosa blueswoman Joanna Connor lançou o seu 14º álbum, “4801 South Indiana Avenue”, com produção de Joe Bonamassa e Josh Smith. O disco chegou dia 26 de Fevereiro.

Joanna Connor, mestre da slide guitar que já tocou com nomes como James Cotton, Buddy Guy, Luther Allison, Jimmy Page, entre outros, vai editar sexta-feira, dia 26 de Fevereiro, o sucessor de “Rise”, de 2019, e que foi gravado e produzido por Joe Bonamassa e Josh Smith nos Ocean Way Studios de Nashville.

«Escolhemos este título [4801 South Indiana Avenue] porque era o endereço do santuário funky blues Theresa’s Lounge», explica Joanna Connor. «Queremos que o ouvinte abra essa porta, entre e sinta alguma da magia que um lugar como aquele trazia noite após noite».

O novo álbum reflecte, segundo a artista de Chicago, uma experiência inteiramente nova em relação à forma como gravou música no passado. «Este álbum é uma homenagem à escola de blues que frequentei em Chicago. Tentámos captar o espírito da tradição e injectá-lo com energia e paixão cruas».

Sobre a forma como Bonamassa produziu o disco, Connor afirmou: «Ele abriu para mim há muito tempo no palco da House of Blues Backporch, em Chicago, onde eu toquei semanalmente durante anos! Joe queria fazer um álbum que sentia que eu precisava de fazer e nunca tinha realmente feito». Relativamente à sua abordagem à guitarra, Connor explicou que «não foram utilizados muitos efeitos, mas antes muitas guitarras fixes e amplificadores vintage», o que foi, garante, uma novidade. «Tentámos retratar a história profunda que tenho no género blues, trazer à tona as milhares de horas suadas naqueles clubes de blues em Chicago e depositá-las no disco».

Quanto ao porquê de Bonamassa querer produzir “4801 South Indiana Avenue”, Connor lembra-se de ter perguntado: «De todos os guitarristas do mundo, porquê eu?». Ao que Joe respondeu: «Porque tens uma intensidade que a maioria das pessoas não tem. De facto, gostava de ter um pouco disso em mim. Simplesmente, deixas-te ir e nem sequer pensas nisso».

O novo disco de Joanna Connor tem ainda participações do teclista Reese Wynans, do baixista Calvin Turner e do baterista Lemar Carter. O álbum, que já está em pré-venda, será lançado através da nova etiqueta independente de blues de Joe Bonamassa, a Keeping The Blues Alive.

01 Destination; 02 Come Back Home; 03 Bad News; 04 I Feel so Good; 05 For The Love of a Man; 06 Trouble Trouble; 07 Please Help; 08 Cut You Loose; 09 Part Time Love; 10 It’s My Time

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA