Sequin, Miró Disco e Toca Imenso

2015-08-14, Cem Soldos, Tomar
Nero
9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 10

Concerto em crescendo de intensidade, consequência da progressiva expansão na confiança de Ana Miró. A suportar tudo houve um groove superlativo, potenciado por um som de graves arrasadores nos beats e samplagem (sempre com uma definição enorme) e um som de baixo inolvidável.

Quando, no ano passado, Sequin mostrou o que viria a ser “Penelope” no Alive, fomos ao encontro de Tiago Martins para lher dizer: «Pah, que sonzaço de baixo»! Ontem fomos de novo ao encontro do músico para lhe dizer: «Esquece o que dissemos o ano passado… Pah, que SONZAÇO de baixo»!

Compositora audaz e descomplexada, Ana Miró, junto de Tiago Martins e de Filipe Paes (sintetização) amadureceu o seu som ao vivo, removendo algum balanço funk e aumentando a uniformização electrónica com o que se pode ouvir no seu álbum de estreia. Mas com tudo ampliado por um som arrasador. Os beats de estrutura simples, com as camadas sonoras em crescendo, entravam-nos pela caixa toráxica e gingavam a estrutura óssea apenas por puro poder áudio. A contaminação rítmica do concerto foi aumentando a segurança da própria Ana Miró, que foi libertando a sua voz de um certo enclausuramento em timidez.

Quando, perto do final, se ouviu “Naive”, pouco mais restava ao público que ser comandado pelo groove do trio e ficar à espera do final, para gritar por um encore. Obrigado Bons Sons, obrigado Sequin. Que concerto!

SETLIST

  • Meth Monster
  • Hikaru Garden
  • Mercurio
  • Beijing
  • SVU
  • Heart To Feed
  • Crimson
  • Origami Boy
  • Douglas
  • Flamingo
  • Naive
  • Peony